Ciência dá Samba!

Tijuca 2009: uma odisseia sobre o espaço

- G.R.E.S. Unidos da Tijuca | 2009

Sinopse

Em 2009, a Unidos da Tijuca direciona toda a sua atenção para o céu e o espaço sideral, no intuito de mostrar a eterna fascinação e as indagações da humanidade, no que se refere ao espaço celeste.



Grande Rio 2008

Alegoria, foto: Ricardo Almeida

Com ânsia pelo conhecimento, o homem, desde o início dos tempos, tenta decifrar os fatos relativos ao céu e ao firmamento.

De lá pra cá, de forma intuitiva ou científica, muitos questionamentos foram respondidos sobre o universo e o espaço. Ainda assim, a mente humana continua repleta de conceitos, suposições, perguntas e crenças.

E, neste Carnaval, o pavão voa bem alto e alcança as estrelas para, numa odisséia espacial tijucana, apresentar as diversas visões sobre o céu e o cosmo, presentes na imaginação e na realidade das pessoas.



Grande Rio 2008

Foto: Liesa

Nesta deliciosa viagem pelo espaço, vamos visitar a morada dos deuses, mergulhar nas lendas e superstições ligadas aos astros, brincar com os heróis cósmicos das crianças, delirar com as aventuras dos filmes de ficção científica e conhecer fatos e instrumentos astronômicos da antiguidade e também da atualidade.

Com a cabeça no mundo da lua, vamos todos nos juntar à Unidos da Tijuca e reluzir com as estrelas, sambando com os astros no alvorecer da folia.



Grande Rio 2008

Logo do enredo



Carnavalesco: Luiz Carlos Bruno
Pesquisa e texto: Julio Cesar Farias

Samba-Enredo

Autor(es): Júlio Alves e Totonho
Intérprete: Bruno Ribas

Dourado é o sol a clarear
No azul do céu, estende o véu, isso é Tijuca
Chegou, na cauda do cometa, o pavão
E a minha estrela foi buscar na imensidão
Cruzou o céu no limiar do infinito
O meu Borel visto de cima é mais bonito
Eu vou alçar ao espaço
Cavaleiro alado a desvendar
Além das estrelas o Monte de Zeus
Horizonte de meu Deus, Oxalá

Vai Tijuca, me faz delirar
A essência vem de lá
Da ciência a navegação
Luar que embala meus sonhos
Luar de qualquer estação

Eu vi brilhar, em seu olhar, a devoção
A lenda do Guerreiro e o dragão
O despertar da fantasia
Vi também, a criança em seu carrossel
De heróis das estrelas, um céu
De mistérios e magia
Na tela, tantas jornadas pelos astros
Quem dera poder viver em pleno espaço
Vejo em minha lente a imagem sideral
Viagem do meu carnaval

A nave vai pousar
E conquistar seu coração
O dia vai chegar
Quando brilhar nossa constelação

Voltar

Fonte: Liesa